Profissionalização do esporte brasileiro com ou sem “gringos”

Acompanhando algumas reflexões na internet sobre o tema profissionalização do esporte no Brasil, consegui levantar alguns pontos importantes sobre o tema. Destaco um muito bom como esse do David Grinberg, uma referência no tema.

– Globalização do esporte nacional

Muito boa reflexão e aprofundamento do tema, que para mim elevou pontos importantes do não crescimento do esporte em muitos aspectos. Concordo plenamente que a importação de referencias pode ser a solução de diversos problemas e dificuldades que temos no cenário esportivo brasileiro, mas até que ponto isso vai acontecer no Brasil, afinal temos exemplos de sucesso da base brasileira e sucesso de profissionais de outros paises.

Algumas coisas vão demorar mudar, como promover investimento em esportes que não sejam o futebol no Brasil, fazer com que alguns canais de TV mencionem o nome do Patrocinador. Quem não se lembra de exemplos como:
… e lá vem o time RB Brasil!
…Copa Libertadores, quem é patrocinador?

Dar educação e estrutura aos atletas que estão iniciando. Apoio de midia e atenção a outros esportes que não seja somente futebol. O futebol que acreditavamos que estava bem evoluido, vem demonstrando ser “junior”, mas tenho que reconhecer que muitos clubes e agencias estão se esforçando para melhorar esse cenario, posso citar grandes exemplos como: Palmeiras, Sport, Internacional, Grêmio. Estou feliz em ver os estádios lotados como do Palmeiras, Corinthians e São Paulo.

Um grande ponto positivo é que o USA está ai (pela terceira tentativa), profissionalizando e estruturando o esporte (futebol) no país, com isso, vamos aprendendo também com eles como inovar e administrar um campeonato, clube e jogadores.

Foto: IG Esporte


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *