Nike.com o sucesso “astronômico” de receita e vendas online

nike

A Nike atualmente bateu recorde em vendas com um bilhão de dólares ao ano, através de sua estratégia focada no comércio eletrônico e irá continuar com os  investimentos ao longo dos próximos quatro anos para elevar as vendas ao patamar de US$ 7 bilhões.

É uma meta ambiciosa para o maior negócio sportswear do mundo, mas de nenhuma maneira fora da realidade. Não quando você analisa a proposta mais ampla da Nike, com objetivo de dobrar sua estratégia de direct-to-consumer (DTC), com as vendas em 2020, de US$ 6,6 bilhões para US$ 16 bilhões. A razão pela a qual é tem uma receita de DTC econômica é para ganhar margens mais elevadas do que as vendas feitas através de parceiros no atacado, como JD Sports e Footlocker.

As apostas da Nike no DTC e no comércio eletrônico ao longo dos últimos anos estão valendo a pena. As vendas no Nike.com subiram mais de 50 por cento nos três meses até o mês de novembro. Ele também começaram a vender online no Canadá, Suíça e na Noruega com planos de fazer o mesmo no México, Turquia e Chile já no próximo trimestre.

Isso tudo não é pelos quatro bilhões de pessoas com um dispositivo móvel e sim pela “grana” disponível nas lojas da Nike até 2020, de acordo com o planejamento. É reflexo da expansão agressiva da Nike que está baseada em como aumentar o número de usuários com potencial de compra no site, juntamente com uma maior oferta de vendas online em mais opções de mercados e categorias.

“Leva a  Nike.com para a nossa estratégia digital mais ampla continua ser, sem dúvida, uma das nossas maiores oportunidades como uma empresa”,  disse Mark Parker, chefe-executivo da Nike .

Os comerciantes da Nike descrevem essa oportunidade como “comércio sem costura”. É essencialmente a interpretação do fabricante sportswear de omnichannel MKT e como ela limita o número de vezes que as pessoas deixam suas lojas, quando eles não podem encontrar o que está procurando. Ao longo dos últimos 18 meses, a Nike se conectou a todas as suas lojas com a verificação geral de produtos na plataforma de comércio digital, de modo que os clientes poderiam fazer compras online ou nas lojas, ao mesmo tempo, em uma única transação. A Nike lançou recentemente sua loja recentemente no Reino Unido e está “espalhando” rapidamente pela Europa.

A Nike quer seus clientes navegando e comprando em suas lojas através de seus planos de fidelidade
Para estimular essa mudança, a Nike está incentivando os clientes a completar suas compras na loja. Os membros da Nike+  são encorajados a entrar na loja para obter pontos de fidelidade, enquanto aqueles que compram podem obter retornos em desconto de produtos ou até produtos grátis.

A transformação do comércio eletrônico da Nike tem sido um grande desafio, desde 2012, quando retirou todos os sites de compra e unificou em uma unica plataforma. Um dos primeiros players a ter essas ações para gerar vendas em plataformas como Instagram e Twitter.

O negócio em crescimento como o DTC foi um dos fatores essenciais para dar um salto em receita de 4 por cento para US $ 7,7 bn.  A receita da Nike subiu 13 por cento no trimestre, com crescimento de dois dígitos através de cada país, na maioria das categorias principais. A receita subiu 26 por cento no DTC, enquanto a nova expansão de lojas cresceram quase a metade (49 por cento).

Visualizando as oportunidades de eventos esportivos, a Nike esta se preparando para aumentar suas vendas nos próximos seis meses, incluindo as plataformas esportivas como o Super Bowl 50, NBA All Star Weekend, March Madness, Copa América, Euro 16 e as Olimpíadas do Rio.

Fonte: businessinsider.com

Aproveite e melhore seus conhecimentos de vendas online, Aprenda como Alavancar seu Ecommerce e VENDER MUITO Todo Dia.


Comentar via Facebook

Comentário(s)

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *